Feed on
Posts
Comments

a náusea

,

sinto em mim as dores

das poetas mortas

seus amores tristes

seus caminhos vãos

,

vejo em outras mãos

agora tão minhas

suas vidas linhas

mal-traçadas tortas

,

e as formas tão certas

da sua poesia

companhia assídua

das noites desertas

,

página vazia

artérias abertas

em árdua sangria

,

a guerra perdida

e o gozo perverso

de um verso suicida

 

 

 

One Response to “a náusea”

  1. Poeta morta e triste: Alfonsina Storni. Oh dor, oh amor sem jeito…

Leave a Reply