Feed on
Posts
Comments

o presente

 

minha história

se demora

no relógio do longo

agora

;

mecanismo sem refúgio

onde cismo

como um gongo

o tempo inteiro

;

sem ponteiro

sem hora

sem saída

;

não há vida

lá fora

 

.

 

 

Leave a Reply